Municípios acima de 50 mil habitantes poderão ser obrigados a disponibilizar aplicativo com informações do transporte público

Resultado de imagem para ônibus site:contagem.mg.gov.br
Divulgação / Prefeitura de Contagem

Está em tramitação na Câmara dos Deputados o projeto de lei 9865/2018, que altera a Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12587/2012 – com o objetivo de obrigar municípios com mais de 50 mil habitantes a disponibilizar as informações do transporte público por meio de aplicativos.

A proposta, de autoria do deputado federal Ivan Valente (PSol – SP), tem como principal definição o acesso da população a aplicativos que informem sobre o serviço – as linhas disponíveis, os respectivos horários, a localização dos veículos e o tempo estimado para embarque. O projeto ainda tramitará por três comissões, em caráter conclusivo – ou seja, pode não passar pelo plenário se houver concordância nas demais comissões – e após, poderá seguir ao Senado.

O caminho ainda é longo para que este projeto vire realidade, mas no Brasil alguns municípios já se anteciparam, disponibilizando aplicativos que permitam a consulta das informações do transporte público em tempo real a seus usuários, com tecnologia Mobilibus.

Como a Mobilibus pode fazer a diferença em seu município?

Contagem, cidade localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG), lançou na última segunda, 17 de junho, o SigaBus, o aplicativo do transporte público do município. Através dele, a população tem acesso a todas as linhas gerenciadas pela TransCon (autarquia municipal responsável pela gestão do sistema municipal de transporte público), com a localização dos pontos de parada, previsões de chegada em tempo real, notícias e alertas, entre outros recursos.

O aplicativo SigaBus soma-se ao rol de cidades brasileiras que disponibilizam informação do transporte público a seus usuários, como Blumenau (SC), Uberaba (MG), São Mateus (ES), Caxias do Sul (RS) e Manaus (AM), todas contando com tecnologia Mobilibus. Se sua cidade deseja contar com um aplicativo que seja uma via direta de comunicação com os usuários do transporte público, e que já esteja preparado para atender o que o projeto de lei prevê, entre em contato conosco – temos a solução certa para seu município, independente do porte dele.

Com informações da Agência Câmara Notícias