GTFS: o que é, e como ele pode ser útil para sua gestão

Quatro letras, e um significado desconhecido ainda para boa parte dos órgãos gestores relacionados com a mobilidade urbana no Brasil. O GTFS, sigla que vem das iniciais de General Transit Feed Specification – em português, Especificação Geral de Feeds de Transporte Público – é a linguagem mais utilizada para a exibição de informações do transporte no mundo.

Elaborada há mais de dez anos em parceria da Google com a agência de trânsito de Portland, a TriMet, os parâmetros do GTFS refletem as informações de localização de pontos de parada, traçados, grades horárias e tarifas, permitindo uma visão completa de qualquer operação, independente do modal – o padrão é compatível com linhas de ônibus, trens, metrôs, teleféricos, barcas, entre outros.

Como você, gestor, utilizará estas informações?

Com estes dados, prefeituras e operadoras possuem em mãos todas as informações necessárias para melhor informar o usuário dos sistemas de transporte – seja através de serviços de roteirização, como o Google Maps; aplicativos como o Moovit, ou; ferramentas próprias disponibilizadas em seu site.

Além disso, ter uma base de dados em GTFS serve como fonte de informações para auxiliar em ajustes nos sistemas de transporte, como racionalização de linhas sobrepostas, integração de modais ou linhas, e ainda, facilitar o processo de elaboração do Plano de Mobilidade Urbana nas questões relacionadas ao transporte público.

Municípios com mais de 20 mil habitantes, por lei, devem possuir um Plano Diretor de Mobilidade Urbana, e três mil municípios no Brasil se enquadram nesta situação. Grande parte destes encontra dificuldades financeiras para manter o básico da administração, o que pode atrapalhar a elaboração do plano.

A aquisição de sistemas de georreferenciamento – essenciais para a criação da base de dados do transporte público, um dos itens exigidos na concepção dos planos diretores de Mobilidade Urbana – pode se tornar onerosa para os cofres públicos, especialmente em cidades menores.

Como a Mobilibus pode te ajudar?

Somos líderes na América Latina em integrar informações do transporte público, atendendo mais de cem cidades no Brasil e no exterior. Nossa ferramenta de criação e manutenção de dados em GTFS é hospedada na nuvem, com fácil acesso em qualquer computador conectado à internet, e o investimento é proporcional ao porte de nosso cliente.

Em nosso sistema é realizado o armazenamento e a manutenção das informações do transporte público, inclusive com possibilidade de importar informações já existentes. Todo o processo é visual – aquilo que você adiciona ao mapa é a informação que será convertida para codificação no padrão GTFS. Depois, basta manter as informações atualizadas, e assim poderá visualizá-las em diversos relatórios ou exportar estes dados no formato que desejar.

Entre em contato conosco e solicite maiores informações sobre como nossa ferramenta de edição de dados na linguagem de informações do transporte público mais utilizada no mundo pode fazer a diferença para o futuro do seu município.